Estruturalismo Titchener

( 69 Votes )

   Edward B. Titchener alterou o sistema de Wundt, enquanto jurava ser um leal seguidor, um discípulo obediente. Mas como ser criativo, ele transgredia - com fundamentação- seu próprio mestre. Ele propôs uma nova abordagem que designou estruturalismo. Afirmou então o estruturalismo apresentava a forma de Psicologia postulada por Wundt. Entretanto, os dois sistemas são diferentes e o rótulo de estruturalismo só pode ser aplicado à concepção de Titchener.

 

   Assim, o estruturalismo foi estabelecido por Titchener como a primeira escola de pensamento no campo da Psicologia. Para Wundt a mente tem o poder de sintetizar espontaneamente elementos. Já Titchener, se centrava nos elementos que compõe a estrutura da consciência, desvalorizando a sua associação.

 

   Segundo Titchner, a tarefa fundamental da Psicologia é a de descobrir a natureza das experiências conscientes elementares, ou seja, analisar a consciência nas suas partes constituintes para assim determinar a sua estrutura. Para tal, Titchener modificou o método introspectivo de Wundt. Ele se aproximou mais de Külpe, designando o método de: introspecção qualitativa.

 

   Esse método consistia no seguinte: os observadores descreviam o seu estado consciente após submetidos a um dado estímulo. Titchener opôs-se à abordagem wundtiana no aspecto do uso de equipamentos e a sua concentração em medidas objetivas.

 

   De acordo com Titchener, o objeto da Psicologia é - à semelhança de Wundt - a experiência consciente. Ele afirmou que todas as ciências compartilham deste mesmo objeto, ocupando-se cada qual de um aspecto diferente.

 

   O objeto de estudo é assim a experiência enquanto dependente das pessoas que passam por ela. Exemplo: a luz e o som são estudados por físicos e psicólogos. Como os físicos estudam? Eles vêem esses fenómenos da perspectiva dos processos físicos envolvidos. Esses fenômenos não necessitam que as pessoas passem pela experiência. Tais fenômenos são considerados como independentes da experiência das pessoas.

 

   Como os psicólogos estudam a luz e o som? Os psicólogos, ao contrário dos físicos, estudam os fenômenos, as sensações, em termos do modo como são vivenciados pelo indivíduo, dependendo assim das experiências das pessoas.


   
   Titchener define a consciência como a soma das nossas experiências num dado momento de tempo.  Para ele, a mente é a soma das nossas experiências acumuladas ao longo da vida.  Mente e consciência são realidades semelhantes.  Entretanto, a consciência envolve processos mentais que ocorrem no momento. Já a mente envolve o acumulo total destes processos.

 

Para Titchener, os problemas ou finalidades da Psicologia seriam:

 

• Reduzir os processos conscientes nos seus componentes mais simples;

 

• Determinar as leis mediante as quais esses elementos se associam, e;

 

• Conectar esses elementos às suas condições fisiológicas.

 

 Logo, os objetivos da Psicologia coincidem com os das ciências naturais.

 

Titchener propôs TRÊS estados elementares de consciência:

 

 As sensações: são os elementos básicos da percepção e ocorrem nos sons, nas visões, nos cheiros e em outras experiências evocadas por objetos físicos do ambiente.

 

As imagens: são elementos de idéias e estão no processo que reflete experiências não concretamente presentes no momento, como a lembrança de uma experiência passada.

 

Os estados afetivos afetos ou sentimentos: são elementos da emoção que estão presentes em experiências como o amor, o ódio ou a tristeza.




Artigos Relacionados